Ibiúna recebe novos profissionais do ‘Mais Médicos’

A Prefeitura de Ibiúna respondeu rapidamente a saída dos médicos cubanos do munícipio e, desde o dia 3 de dezembro, conta com sete novos profissionais que se apresentaram e já estão aptos e realizando atendimentos nas Unidades Básicas de Saúde da zona rural.

 

A cidade foi contemplada com 7 vagas do programa federal. Cada médico atuará em uma das equipes da Estratégia Saúde da Família (ESF) de Ibiúna. Deste modo, os novos profissionais substituirão os médicos cubanos que deixaram o país depois do fim do convênio entre o governo brasileiro com Cuba.

 

Os novos médicos do ESF são: Henrique Laporte, que atende no Residencial Europa; Rafael Madureira, no Morro Grande; Lívia Francine, no Piaí; Fernanda Franceschi, no Paiol Pequeno; Marília Isabela, na Ressaca; Fábio Alonso, no Paruru e Eisara Estevez, no Verava.

 

“Não podíamos deixar os munícipes sem atendimentos, e, por isso, tivemos fizemos um trabalho de reposição rápido e de muita qualificação. Ressalto a importância destes profissionais, primeiro porque estas pessoas escolheram ser médicas para cuidar de vidas e segundo que escolheram atender a população de Ibiúna. Deixo o meu agradecimento a eles, pela escolha do município”, disse o prefeito João Mello.

 

“Foi um trabalho difícil (se referindo à reposição), mas que deu certo. O reconhecimento foi o elogio que recebemos da Dra. Noeli, coordenadora do Programa Mais Médicos. Foram 198 médicos que se candidataram para Ibiúna, então o elogio vem a partir da adesão e aceitação de Ibiúna pelos médicos brasileiros inscritos. Tenho a certeza da ótima qualidade dos sete profissionais que vieram para a nossa cidade”, ressaltou Samuel Rodrigues, atual secretário de Saúde.

 

Processo de inscrição

Após rompimento do convênio com os médicos cubanos, o Ministério da Saúde abriu um edital de convocação para médicos que estivessem com o CRM regularizado, que é um número que o profissional adquire após realizar a inscrição no Conselho Regional de Medicina, e que gostariam de ocupar as vagas deixadas pelos profissionais de Cuba. As inscrições para adesão ao Programa Mais Médicos foram feitas exclusivamente pela internet. Durante o ato, os novos profissionais deveriam escolher a localidade desejada conforme decisão individual. Após o resultado da reserva, os médicos deveriam confirmar o interesse na vaga, apresentando-se pessoalmente com a documentação exigida em mãos, na Secretaria Municipal de Saúde da cidade.

 

registrado em: ,