Produtor tem até dia 30 de novembro para vacinar rebanho de até 24 meses contra febre aftosa

 

Termina na próxima sexta-feira, (30) a segunda etapa da campanha de vacinação contra Febre Aftosa no Estado de São Paulo.

A estimativa da Coordenadoria de Defesa Agropecuária, órgão da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, é de que sejam vacinados 4,6 milhões de bovídeos (bovinos e bubalinos) com idade de zero a 24 meses, sendo proibida a vacinação de outras espécies animais.

Este ano, o Estado adotou uma nova estratégia de imunização contra a doença, para uniformizar o sistema com o calendário dos demais estados da Federação, com vistas à retirada da vacinação em 2021.

O calendário ficou definido com a primeira etapa sendo realizada no mês de maio com a vacinação de todos os bovídeos independente da idade e a segunda etapa sendo realizada no mês de novembro com a vacinação de bovídeos de zero a 24 meses de idade.

A vacinação é obrigatória. Deixar de vacinar ou de comunicar a vacinação sujeita o criador a multas de 5 Ufesps (128,50 reais) por cabeça por deixar de vacinar e 3 Ufesps (77,10 reais) por cabeça por deixar de comunicar a vacinação. O valor de cada Ufesp - Unidade Fiscal do Estado de São Paulo é 25,70 reais.

O criador tem até o dia 07 de dezembro, para comunicar a vacinação ao órgão oficial de Defesa Agropecuária, ou através do sistema informatizado GEDAVE (Gestão de Defesa Animal e Vegetal).

 

Cuidados na Vacinação:

Para que o rebanho fique protegido contra a Febre Aftosa, os criadores devem seguir os seguintes cuidados:

Adquirir as vacinas somente em estabelecimentos cadastrados pela Coordenaria de Defesa Agropecuária. A legislação proíbe o uso de vacinas adquiridas em etapas anteriores.

A vacina deve ser mantida entre2 a8 graus centígrados, tanto no transporte como no armazenamento, usando uma caixa de isopor, com no mínimo dois terços de seu volume em gelo. A vacina nunca deve ser congelada.

Escolher a hora mais fresca do dia para realizar a vacinação e classificar os animais por idade e sexo, para evitar acidentes durante a vacinação. Lembrar que só devem ser vacinados bovinos e búfalos.

Agitar o frasco antes de usar e aplicar a dose padrão (5ml) em todos os animais.

 

Aplicar no terço médio do pescoço (tábua do pescoço), embaixo da pele.

 

Brucelose

Devem ser vacinadas todas as fêmeas de bovinos e bubalinos entre 3 e 8 meses de idade. A vacinação é obrigatória.

O criador tem até o dia 07 de dezembro para comunicar a vacinação contra Brucelose ao órgão oficial de Defesa Agropecuária, ou através do sistema informatizado GEDAVE.

Em Ibiúna, o produtor poderá emitir a Declaração de Vacinação da Febre Aftosa e Brucelose até o dia 07 de dezembro na Secretária Municipal da Agricultura, mediante apresentação de Nota Fiscal de compra da vacina.

A Secretaria da Agricultura está localizada na Avenida São Sebastião, 407, Centro. Para mais informações: (15) 3241.2410

registrado em: ,