IDEB 2017: Escolas municipais superam meta prevista para 2021

 

O Ministério da Educação divulgou no começo de setembro, o resultado do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica – IDEB 2017. Quinze escolas da Rede Municipal de Ensino de Ibiúna, da primeira fase do Ensino Fundamental (4ª série ao 5º ano), ultrapassaram a meta que seria para o ano de 2021.

 

"Parabenizo toda a equipe que integra a Rede Municipal de Ensino desde a equipe diretiva, docentes, não docentes, alunos, pais e os funcionários de apoio: oficiais administrativos, serventes, inspetores de alunos e cozinheiras. Um resultado como esse a gente só consegue com a dedicação de todos" destacou o prefeito João Mello.

 

Na avaliação por escola, a melhor nota foi para a E.M. “Joana Maria de Góes” que observa-se o crescimento e mostra a evolução e melhora na qualidade de ensino e crescimento no desempenho dos estudantes, a meta projetada para 2017 seria 5,6 e o IDEB observado é de 7,4, em comparação com o IDEB observado de 2015, que foi de 6,6, o que caracteriza um crescimento na qualidade de ensino.

 

A Escola Municipal Prof. Calil Rahal Neto, no Capim Azedo, obteve a pontuação de 6.9, ultrapassando a meta do IDEB de 2017 (5.5) e de 2015 (6.3); Já a Escola Municipal Clélia Carmelo da Silva atingiu a pontuação de 6.7 no IDEB 2017, quando a meta para esse ano era de (6.4) e de (6.4) no ano de 2015.

 

A Escola Municipal Prefeito Seme Issa também atingiu a meta do IDEB 2017, com a pontuação de 6.4. Já a Escola Municipal Alexandre Vannuchi Leme, no primeiro ano da nova gestão, teve um bom desempenho no IDEB, passando de 5.9, em 2015, para 6.2, em 2017, atingindo a meta. As Escolas Municipais Bairro Morro Grande, Cristina Domingues de Souza, Vereador Lourival Correia de Araújo, Tereza Falci, Salvador Ferreira de Campos, Luiz Gonzaga Soares, Raimundo Vieira Bastos e Padre Elidio Mantovani, também atingiram a meta projetada para 2021.

 

Já as demais escolas, embora não tenham alcançado a meta da unidade escolar, houve um crescimento no desempenho dos estudantes, ou seja, uma expressiva melhora nos indicadores. Também houve grande avanço na qualidade de ensino.

 

"Precisamos reconhecer e enaltecer o trabalho realizado nas escolas municipais e os bons resultados no IDEB. Temos que ressaltar o resultado conquistado pelas unidades escolares.  Essa evolução nos indicadores é resultado do esforço de todos os envolvidos na Educação, mostra o compromisso com uma Educação de Qualidade”, comentou o secretário de Educação, Paulo Dias do Carmo.

 

No município a rede municipal de ensino utiliza o sistema de ensino com provas bimestrais, Projeto Leitura com apoio e participação dos pais, Ler e Escrever, reforço em sala de aula e apostila trabalhada em casa para que eles se sintam prontos para avaliação.  

 

Ações e investimentos na Educação

A capacitação contínua dos professores e equipe diretiva também é uma atividade de rotina, bem como o trabalho desenvolvido, ações, parcerias, cursos e encontros para gestores. Além disso, em 2017, houve formação no Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa para professores dos 1º ao 3º anos; Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa para professores da Educação Infantil; Formação para Auxiliar de Desenvolvimento Infantil; Parceria Votorantim pela Educação; Apresentação de Boas Práticas de professores; Formação para professores dos 5º anos em parceria com a Associação Parceiros da Educação.

 

Para 2018, novas formações estão sendo feitas durante o ano para garantir o aprendizado dos alunos da rede municipal de ensino como: Parceria Votorantim pela Educação como foco no acompanhamento das aprendizagens; Formação para professores e gestores do programa estadual Ler e Escrever em parceria a Associação Parceiros da Educação; Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa 2018 para professores da Educação Infantil e Ensino Fundamental; Encontro sobre a BNCC para professores e gestores; Formação para gestores sobre o Programa Estadual de Educação Matemática nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental em parceria com a SOMOS Educacional e Adesão ao programa federal Mais Alfabetização com foco nos alunos e professores dos 1º e 2º anos.

O que é IDEB?

É um indicador geral da Educação nas redes privada e pública, uma espécie de nota. Para chegar ao índice, o MEC calcula a relação entre rendimento escolar (taxas de aprovação, reprovação e abandono) e desempenho em Língua Portuguesa e Matemática na Prova Brasil, aplicada para crianças do 5º e 9º ano do fundamental e do 3º ano do Ensino Médio.

 

Origem – foi criado em 2007 pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) e é divulgado a cada dois anos. O IDEB divulgado no começo de setembro diz respeito ao desempenho das escolas, redes, municípios e alunos.

 

 

registrado em: ,