HOME

GALERIA  




Notícias

Ibiúna sedia a 1ª oficina do Plano de Bacia - 10-11-2017


Representantes das prefeituras, entidades da sociedade civil, empresas de saneamento e órgãos do sistema de meio ambiente paulista reuniram-se na quarta-feira, 8 de novembro, para iniciar a revisão do Plano da Bacia do Rio Sorocaba e Médio – Tietê. O encontro, que aconteceu na sede da SOS Itupararanga, foi coordenado pelo Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Sorocaba e Médio – Tietê (CBH-SMT) e contou com a presença do chefe do Executivo local e dos prefeitos Josué Ramos, de Vargem Grande Paulista e Claudio Góes, de São Roque.

 

Na abertura do evento o chefe do Executivo, afirmou que a oficina é essencial para que se discutam soluções e expectativas. “Nós como prefeitos estamos aqui representando o vetor político, porque é importante e fundamental o substrato técnico, mas também é fundamental a união dos prefeitos envolvidos para o fortalecimento das ações”, ressaltou.

 

O gestor também solicitou aos prefeitos presentes que abracem à causa e ajudem a fortalecer a reivindicação sugerida na última reunião do Comitê de Bacia, na semana passada, em Botocatu, que foi a defesa do pagamento por serviços ambientais que podem gerar subsídios aos municípios e produtores rurais.

 

Os prefeitos Josué Ramos e Claudio Góes, destacaram a importância do trabalho da APA Itupararanga, e também a parte preventiva que tem sido desenvolvida em defesa da Reserva Ambiental Itupararanga. Ambos registraram total apoio a revisão do Plano de Bacia e ao desenvolvimento sustentável.

 

A primeira oficina reuniu as sub-bacias do Alto e Médio Sorocaba, que incluem 11 cidades da região (Alumínio, Araçoiaba da Serra, Cotia, Ibiúna, Iperó, Mairinque, Piedade, São Roque, Sorocaba, Vargem Grande Paulista e Votorantim) e tratou de temas como saneamento, fiscalização, educação ambiental, turismo, agricultura, entre outros que comporão este importante instrumento de gestão do Comitê para o planejamento da bacia hidrográfica. No caso da sub-bacia do Alto Sorocaba, mereceu destaque a represa Itupararanga e os principais rios formadores do reservatório (Una, Sorocabuçu e Sorocamirim), que segundo os dados apresentados pelo Prof. André Cordeiro, coordenador da Câmara Técnica de Planejamento e Gerenciamento de Recursos Hídricos do Comitê, têm apresentado uma tendência de piora da qualidade de suas águas. 

 

O plano contemplará as ações prioritárias para nossa bacia, que poderão ser indicadas no âmbito do Comitê para receberem financiamentos para sua execução. A revisão do plano acontecerá em todas as sub-bacias da Unidade de Gerenciamento de Recursos Hídricos (UGRHI) 10, que corresponde ao território da bacia do Rio Sorocaba e Médio – Tietê. 

 

A realização da reunião em Ibiúna possibilitou também a participação de integrantes dos conselhos municipais do Meio Ambiente, Turismo, Segurança e Agricultura, que também destacaram melhorias que ainda precisam ser alcançadas, como a disposição do lixo, a necessidade de fortalecimento da coleta seletiva e do turismo na cidade, além da ampliação das obras de saneamento. 

               

       Compartilhar        Enviar para um amigo        Versão para imprimir
Seu nome:
Seu e-mail:
Nome do seu amigo:
E-mail do seu amigo: